terça-feira, 9 de outubro de 2007

Risos e óculos


Riso, mimo
pequeno e liso.
De onde te enxergo melhor?
De dentro?
Curvas em febre alta que atiçam memórias.
Salivas que te servem de lençol,
quer mais?
De onde te sinto melhor?
Dedos em ritmo lento, lento, acelerou.
Cumpro ordens de desejos seus.
Verdades tão nuas quanto suas.


Um comentário:

Sâmela disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.