domingo, 31 de agosto de 2014

Olfato turbulento

São os cheiros que me atraem. Cheiro de mar, cheiro de coentro, cheiro de azul. São os cheiros que atraem meus instintos e meus olhares, e meus pudores, e minhas taras. Cheiro de suor depois de caminhadas, ou nos lençóis úmidos. São os cheiros maduros de fruta, ou de gente. Cheiro de banho e de rosa de tango. O cheiro do alho e cebola em panela quente, ou grama cortada ainda agora. Cheiro de sono de domingo, ou de bebê. Cheiro de vinho derramado em tecido antigo ou de infância encontrada no tempo. São os cheiros que me atraem, que me distraem e que me traem. São sempre os cheiros...

Um comentário:

Thalita Castello disse...

https://www.youtube.com/watch?v=l4X1LEgMnR4