sexta-feira, 11 de julho de 2008

Olhos em avanço

Venha ver o sol nascer,
linda criança.
Ouça comigo seu choro.
A previsão era de chuva,
e choveu enquanto eu dormia.
Talvez o tempo espere
meu despertar para dar certo.
Meus olhos fitam o nascer de si mesmos.
Minha vida ainda não despertou.
Ainda é cedo e a neblina me cobre as vistas,
me cobre a rotina.
Venha ver comigo,
pois eu já não aguento ver sem ti...

2 comentários:

Espatódea disse...

Às vezes a vida nos impoe enxergar tudo o que nela existe com olhos solitários mesmo... e é tão doloroso... estou aprendendo que esses momentos são estágios que nos são impostos para que possamos lembrar que um dia estivemos sós dentro de uma barriga... embora eu acredite que lá era quentinho e quando sentíamos algo diferente uma mão zelosa sempre nos acariciava e acalmava nossos pequeninos coracoes...
Belos seus textos, doces... pousarei aqui mais vezes.. para acalentar a alma e dar luz aos olhos.
Grande beijo!

Thalita Castello Branco, disse...

Soou-me tão maternal :~
Lindo.